http-equiv=’refresh’ content=’0; Boulevard of Ideas: O significado das palavras segundo as crianças

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

O significado das palavras segundo as crianças

2014 chegou e já posso começar a postergar minhas novas resoluções! \o/

Embora a gente saiba que essa "mudança" seja meramente ilusória e calendária (neologisei agora. Ops, I did it again! Ok,  agora chega de palhaçada!), não podemos evitar nos sentirmos um pouco esperançosos e, porque não, renovados p/ começar mais um ano de muito trabalho e pouco dinheiro... Mas não é só o cansaço aliado à falta de grana que causa descontentamento.

Acredito que a principal razão do sofrimento é a tendência que temos a complicar tudo, parece que conforme vamos envelhecendo, vamos perdendo a objetividade e começamos a ter mais dificuldade para enxergar as coisas simples simplesmente, como fazem as crianças.Talvez não fiquemos mais sábios, apenas mais confusos. Talvez.



Amor. Eternidade. Morte. Vida. Tempo. São palavras tão presentes e tão difíceis de se definir, né? Poetas, ao tentarem, nos presentearam com lindas palavras que podem chegar até perto, mas ao ler a definição de crianças no livro "Casa das Estrelas", de Javier Naranjo, não pude deixar de sorrir e achá-las bem mais elucidativas do que qualquer coisa que já tenha lido. Talvez menos seja mais. Talvez. E talvez não sejam tão profundos como belos sonetos, mas são mais sinceros e espontâneos.

Querem ver?

Para Lina María Murillo, 10 anos, "amor é o que cada coração reúne para dar a alguém". Simples e belo, não? Camões ficaria com inveja de tal perspicácia...

Abaixo, selecionei algumas definições que me impressionaram e compartilho aqui com vocês:

(obs: as frases foram reproduzidas exatamente como as crianças as escreveram, por isso a ausência de vírgulas e alguns errinhos.)

Adulto - pessoa que em toda coisa que fala, vem primeiro ela. (Andrés Felipe Bedoya, 8 anos)

Amor - é quando batem em você e dói muito. (Viviana Castaño, 6 anos)

Ancião - quando os anos de alguém vão embora. (Sandra Liliana Villa, 8 anos)

Ausência - é quando eu vou morrer. (Yorlady Rave, 8 anos)

Branco - é uma cor que não pinta. (Jonathan de Jesús Ramírez, 11 anos)

Calor - é uma coisa que faz a gente ver até o diabo. (Juan Esteban Buitrago, 9 anos)

Céu - de onde sai o dia. (Dúvan Arnulfo Arango, 8 anos)

Corpo - o corpo é a vida de alguém, porque alguém sem corpo faz o quê? (Luisa Fernanda Velásquez, 8 anos)

Criança - quando nasce é pequenininho e quando cresce um pouquinho e não sabem seu nome chamam de menino. (Daniel Jaramillo, 7 anos)

Deus - é uma pessoa que dirige a gente com controle remoto como se a gente fosse seu escravo. (Juan Esteban Ramírez, 9 anos)

Dinheiro - coisa de interesse para os demais com a qual se faz amigos, e não ter isto se faz inimigos. (Ana María Noreña, 12 anos)


Distância - alguém que se vai de alguém. (Juan Camilo Osorio, 8 anos)

Espaço - é o que sobra para se colocar. (Juan Rafael Trelles, 10 anos)

Espelho - é onde olho minha beleza. (Mary Sol Osorio, 9 anos)


Espírito - é o segundo corpo que vive na morte. (Andrés Correa, 9 anos)

Eternidade - um poço que não tem fundo. (Glória María Hidalgo, 10 anos)

Família - lugar onde tem muita discussão e se amam. (Alejandra Giraldo, 10 anos)

Guerra - gente que se mata por um pedaço de terra ou de paz. (Juan Carlos Mejía, 11 anos)

Igreja - onde as pessoas vão perdoar Deus. (Natalia Bueno, 7 anos)

Louco - é como se a mente saísse de série. (Estephanie Montoya, 9anos)


Mãe -nasce, cresce,filho e morre. (Fabián Loaiza, 12 anos)

Medo - é quando minha mamãe dirige um carro e uns senhores que trabalham no encanamento não têm o que comer e quebram o vidro do carro e matal ela e matam meu papai e vivo sozinho. (Orlando Vásquez, 6 anos)

Mistério - quando minha mamãe sai e não me diz pra onde. (Glória María Hidalgo, 10 anos)

Morte - forma de não existir e estar em algum lugar incerto. (Melissa Palacio, 12 anos)

É quando alguém não tem espírito, nem come e isso não tem salvação e está morto e Deus leva o espírito e o coração. A carne fica no corpo no enterro. A carne vai se desfazendo. (Miguel Angel Múnera, 6 anos)

Mulher - um moço que tem muito cabelo. (Juan Pablo Eusse, 8 anos)

Humano que não se pode consertar. (Oscar Alarcón, 11 anos)

Nada - é quando pergunto pra alguém se viu alguma coisa. (Juan Camilo Osorio, 8 anos)

Namorado, Namorada - categoria mais baixa do casamento. (Ricardo Mejía, 10 anos)

Nudez - é quando uma pessoa está nua, é por dois motivos: 1: porque Deus trouxe ela assim pro mundo. 2: porque a pessoa quis tirar a roupa. (Natalia María Hincapié, 11 anos)

Ódio - é algo que por exemplo meu amigo tem pirulito e eu não. (Alexander Chalarca, 8 anos)

Pai - é o que me deu a cosia que tenho no meio das duas coxas. (Simón Peláez, 11 anos)

Paz - quando alguém se perdoa. (Juan Camilo Hurtado, 8 anos)

Pensamento - é uma forma de agir antes de falar. (Fabián Loaiza, 12 anos)

Poesia - expressão de reprimidos. (Eulalia Vélez, 12 anos)

Político - é uma pessoa que acaba com a gente ou ajuda, depende de sua situação econômica. (Pastor Ernesto Castaño, 11 anos)

Príncipe - vadio da realiza. (Eulalia Vélez, 12 anos)

Sexo - é uma pessoa que se beiha em ciam da outra. (Luisa Fernanda Pates, 8 anos)

Trabalho das putas. (Mateo Ceballos, 6 anos)

Solidão - para mim é quando a gente pensa na vida. (Wilson Ferney Rivera, 8 anos)

Sonhos - que os colégios não existam, que a gente nasça com mente pra saber tudo. (María José García, 8 anos)

Tempo - é uma coisa que faz a gente demorar. (Juliana Bedoya, 7 anos)

O que corre sobre a vida. (Lina María Murillo, 10 anos)

Tranquilidade - por exemplo o papai dizer que vai bater em você e depois dizer que não vai mais. (Blanca Yuli Henano, 10 anos)

Vazio - sem ninguém dentro. (Mauricio Osorio, 7 anos)

Vida - é tudo, é o tempo que estamos manifestados. (Melissa Palacio, 12 anos)

Violência - parte ruim da paz. (Sara Martínez, 7 anos)


* Não se preocupem que no livro tem muito mais definições e ilustrações belíssimas da Lara Sabatier. Recomendadíssimo pela ternura e sabedoria em cada frase ^^

Por enquanto é isso...

Let 2014 begin!

2 comentários:

  1. Que coisa fofa esse livro, realmente as crianças sabem muito mais do que a gente!

    ResponderExcluir
  2. Amei!

    Luisa Fernanda
    Velásquez, 8 anos, atéia.

    Melissa Palacio, 12 anos, poetisa.

    ResponderExcluir