http-equiv=’refresh’ content=’0; Boulevard of Ideas: Janeiro 2014

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Os personagens mais insuportáveis das séries

Além de ler e procrastinar na internet e me meter em briga alheia no facebook, no meu tempo livre eu gosto muito de assistir a séries. Porém, tem sempre aquela cara de entojo que a cada vez que aparece, só te faz torcer por uma morte lenta e cruel, também conhecido como kristenstewartilização dos personagens. Então, eis uma lista dos mais insuportáveis das séries:

ATENÇÃO: pode conter spoilers.



Zoe Benson - American Horror Story

Não importa a temporada de AHS, as personagens de Taissa Farmiga sempre estão com cara de bunda se apaixonam pelos do Evan Peters, que são sempre uns desajustados psicóticos com um lado """"""fofo"""""".

Na primeira temporada, ela viveu Violet Harmon, a filha do casal que se muda p/ casa mal assombrada, que sofre de depressão e se apaixona pelo fantasminha não-camarada que matou os amiguinhos na escola, e fica tentando se matar, e não tem amigos e ZZzzZzz. Na temporada atual, ela é Zoe Benson, uma bruxinha com a pepeca assassina que mata os meninos ao transar com eles, e por isso fica com cara de bunda, se achando incompreendida, injustiçada, ZzzZzz...



Lori - The Walking Dead

Durante o apocalipse zumbi, ela deixa o marido internado no hospital, foge, transa com o melhor amigo dele, descobre que o marido tá vivo, o amante enlouquece e tenta matá-lo, p/ se defender ele mata o cara, ela fica puta. Ela engravida, não sabe quem é o pai, e se acha no direito de julgar o marido que faz de tudo p/ manter os outros vivos e não só AINDA A ATURA como também aceitou a pulada de cerca da amada. Precisa de mais motivos?



Skyler White - Breaking Bad 

Ok, Skyler está grávida, tem um filho com problemas e descobre que o marido que está morrendo de câncer trafica metanfetamina. Quando ela descobre o novo ofício do marido, o que ela faz? Expulsa ele de casa. Até aí tudo bem, normal, o que qualquer uma faria. Mas depois ela o aceita em casa novamente e no decorrer da série, ela fica deprimida, pula a cerca com o chefe, pune o Walt o tempo todo, mas em nenhum momento larga o osso porque ele está faturando milhões. Durante um jantar em família, banca a diva da depressão, se levanta, entra na piscina e tenta se matar. Quando resolve se preocupar com a segurança dos filhos, manda-os p/ casa da irmã enquanto ainda vive com o Walt (que ela supostamente agora odeia) e o ajuda a lavar dinheiro do tráfico, sempre com cara de mártir, acusando-o o tempo todo, mas incapaz de simplesmente pegar os filhos e SUMIR.



Joffrey - Game of Thrones

Fruto de um incesto, Joffrey é um déspota, mimado e sádico. Olhem p/ essa carinha, como não odiar?


Daniel Grayson - Revenge

Olhando para esse belo rosto fica até difícil odiá-lo a primeira vista, mas com o decorrer da série, Daniel se mostra um cara bundão e manipulável, que quer pagar de bom moço e de vez em quando se rebela contra os pais como um adolescente injustiçado, mas é mau caráter como o resto da família. Só que Conrad e Victoria são frios, calculistas e ambiciosos. Já Daniel tenta ser isso tudo e também tenta ser bom moço, não convencendo em nenhum dos dois.

E vocês, quem adicionariam à lista?

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

O significado das palavras segundo as crianças

2014 chegou e já posso começar a postergar minhas novas resoluções! \o/

Embora a gente saiba que essa "mudança" seja meramente ilusória e calendária (neologisei agora. Ops, I did it again! Ok,  agora chega de palhaçada!), não podemos evitar nos sentirmos um pouco esperançosos e, porque não, renovados p/ começar mais um ano de muito trabalho e pouco dinheiro... Mas não é só o cansaço aliado à falta de grana que causa descontentamento.

Acredito que a principal razão do sofrimento é a tendência que temos a complicar tudo, parece que conforme vamos envelhecendo, vamos perdendo a objetividade e começamos a ter mais dificuldade para enxergar as coisas simples simplesmente, como fazem as crianças.Talvez não fiquemos mais sábios, apenas mais confusos. Talvez.



Amor. Eternidade. Morte. Vida. Tempo. São palavras tão presentes e tão difíceis de se definir, né? Poetas, ao tentarem, nos presentearam com lindas palavras que podem chegar até perto, mas ao ler a definição de crianças no livro "Casa das Estrelas", de Javier Naranjo, não pude deixar de sorrir e achá-las bem mais elucidativas do que qualquer coisa que já tenha lido. Talvez menos seja mais. Talvez. E talvez não sejam tão profundos como belos sonetos, mas são mais sinceros e espontâneos.

Querem ver?

Para Lina María Murillo, 10 anos, "amor é o que cada coração reúne para dar a alguém". Simples e belo, não? Camões ficaria com inveja de tal perspicácia...

Abaixo, selecionei algumas definições que me impressionaram e compartilho aqui com vocês:

(obs: as frases foram reproduzidas exatamente como as crianças as escreveram, por isso a ausência de vírgulas e alguns errinhos.)

Adulto - pessoa que em toda coisa que fala, vem primeiro ela. (Andrés Felipe Bedoya, 8 anos)

Amor - é quando batem em você e dói muito. (Viviana Castaño, 6 anos)

Ancião - quando os anos de alguém vão embora. (Sandra Liliana Villa, 8 anos)

Ausência - é quando eu vou morrer. (Yorlady Rave, 8 anos)

Branco - é uma cor que não pinta. (Jonathan de Jesús Ramírez, 11 anos)

Calor - é uma coisa que faz a gente ver até o diabo. (Juan Esteban Buitrago, 9 anos)

Céu - de onde sai o dia. (Dúvan Arnulfo Arango, 8 anos)

Corpo - o corpo é a vida de alguém, porque alguém sem corpo faz o quê? (Luisa Fernanda Velásquez, 8 anos)

Criança - quando nasce é pequenininho e quando cresce um pouquinho e não sabem seu nome chamam de menino. (Daniel Jaramillo, 7 anos)

Deus - é uma pessoa que dirige a gente com controle remoto como se a gente fosse seu escravo. (Juan Esteban Ramírez, 9 anos)

Dinheiro - coisa de interesse para os demais com a qual se faz amigos, e não ter isto se faz inimigos. (Ana María Noreña, 12 anos)


Distância - alguém que se vai de alguém. (Juan Camilo Osorio, 8 anos)

Espaço - é o que sobra para se colocar. (Juan Rafael Trelles, 10 anos)

Espelho - é onde olho minha beleza. (Mary Sol Osorio, 9 anos)


Espírito - é o segundo corpo que vive na morte. (Andrés Correa, 9 anos)

Eternidade - um poço que não tem fundo. (Glória María Hidalgo, 10 anos)

Família - lugar onde tem muita discussão e se amam. (Alejandra Giraldo, 10 anos)

Guerra - gente que se mata por um pedaço de terra ou de paz. (Juan Carlos Mejía, 11 anos)

Igreja - onde as pessoas vão perdoar Deus. (Natalia Bueno, 7 anos)

Louco - é como se a mente saísse de série. (Estephanie Montoya, 9anos)


Mãe -nasce, cresce,filho e morre. (Fabián Loaiza, 12 anos)

Medo - é quando minha mamãe dirige um carro e uns senhores que trabalham no encanamento não têm o que comer e quebram o vidro do carro e matal ela e matam meu papai e vivo sozinho. (Orlando Vásquez, 6 anos)

Mistério - quando minha mamãe sai e não me diz pra onde. (Glória María Hidalgo, 10 anos)

Morte - forma de não existir e estar em algum lugar incerto. (Melissa Palacio, 12 anos)

É quando alguém não tem espírito, nem come e isso não tem salvação e está morto e Deus leva o espírito e o coração. A carne fica no corpo no enterro. A carne vai se desfazendo. (Miguel Angel Múnera, 6 anos)

Mulher - um moço que tem muito cabelo. (Juan Pablo Eusse, 8 anos)

Humano que não se pode consertar. (Oscar Alarcón, 11 anos)

Nada - é quando pergunto pra alguém se viu alguma coisa. (Juan Camilo Osorio, 8 anos)

Namorado, Namorada - categoria mais baixa do casamento. (Ricardo Mejía, 10 anos)

Nudez - é quando uma pessoa está nua, é por dois motivos: 1: porque Deus trouxe ela assim pro mundo. 2: porque a pessoa quis tirar a roupa. (Natalia María Hincapié, 11 anos)

Ódio - é algo que por exemplo meu amigo tem pirulito e eu não. (Alexander Chalarca, 8 anos)

Pai - é o que me deu a cosia que tenho no meio das duas coxas. (Simón Peláez, 11 anos)

Paz - quando alguém se perdoa. (Juan Camilo Hurtado, 8 anos)

Pensamento - é uma forma de agir antes de falar. (Fabián Loaiza, 12 anos)

Poesia - expressão de reprimidos. (Eulalia Vélez, 12 anos)

Político - é uma pessoa que acaba com a gente ou ajuda, depende de sua situação econômica. (Pastor Ernesto Castaño, 11 anos)

Príncipe - vadio da realiza. (Eulalia Vélez, 12 anos)

Sexo - é uma pessoa que se beiha em ciam da outra. (Luisa Fernanda Pates, 8 anos)

Trabalho das putas. (Mateo Ceballos, 6 anos)

Solidão - para mim é quando a gente pensa na vida. (Wilson Ferney Rivera, 8 anos)

Sonhos - que os colégios não existam, que a gente nasça com mente pra saber tudo. (María José García, 8 anos)

Tempo - é uma coisa que faz a gente demorar. (Juliana Bedoya, 7 anos)

O que corre sobre a vida. (Lina María Murillo, 10 anos)

Tranquilidade - por exemplo o papai dizer que vai bater em você e depois dizer que não vai mais. (Blanca Yuli Henano, 10 anos)

Vazio - sem ninguém dentro. (Mauricio Osorio, 7 anos)

Vida - é tudo, é o tempo que estamos manifestados. (Melissa Palacio, 12 anos)

Violência - parte ruim da paz. (Sara Martínez, 7 anos)


* Não se preocupem que no livro tem muito mais definições e ilustrações belíssimas da Lara Sabatier. Recomendadíssimo pela ternura e sabedoria em cada frase ^^

Por enquanto é isso...

Let 2014 begin!