http-equiv=’refresh’ content=’0; Boulevard of Ideas: Junho 2011

quarta-feira, 29 de junho de 2011

O que um beatlemaníaco lê

Olá,

Todo beatlemaníaco que se preze tem os mais diversos produtos de seus ídolos, além da discografia básica. E como uma leitora voraz, claro que eu tenho alguns livros sobre a banda que podem ser interessantes p/ você que assim como eu, ama o quarteto ou que tenha curiosidade, ou simplesmente porque gosta de boa literatura.

The Beatles - A História Por Trás de Todas as Canções
Autor: Turner, Steve
Editora: Cosac Naify

Você sabia que ao contrário do que a maioria pensa (erroneamente), Lucy in the Sky with Diamonds não é uma referência ao LSD e sim um desenho que o filho de Lennon levou da escola e mostrou ao pai, e quando este perguntou o que era, Julian respondeu: It’s Lucy in the sky with diamonds? Você sabia que “Let it be” é a frase que a mãe de Paul (daí a Mother Mary da música) falou p/ ele num sonho? Sabia que “Hey Jude” foi feita para Julian Lennon após o divórcio de seu pai com Cynthia Powell? Quer saber das outras músicas? São 208 histórias que valem a pena ser lidas ;D

The Beatles - Gravações Comentadas & Discografia Completa
Autor: Russell, Jeff
Editora: Larousse Brasil

Esse livro é mais interessante para os mais entendidos sobre gravações, instrumentos e aspectos mais técnicos (não é o meu caso), pois traz todos esses detalhes de cada álbum lançado na Inglaterra, nos EUA e em todos os países trazendo informações sobre TODAS as compilações já lançadas da banda.

The Beatles - 50 Anos Depois
Autor: Ferraz, Bento
Editora: Dba

Este é pequeno e conta bem resumidamente a trajetória da banda e seus projetos individuais após o término. A linguagem é descontraída e ainda tem uns trechos de algumas músicas. P/ quem está começando a se interessar pela história dos Beatles, é uma boa pedida.

The Beatles Lyrics
Autor: Lennon, Mccartney, Harrison
Editora: Omnibus Press-usa

Reunião de todas as letras das músicas p/ você aprender a cantar e não ter que ficar caçando uma por uma no vagalume ;D

Beatles
Parragon / Parragon

Este é um dos meus preferidos e foi um dos presentes que meu pai me deu de Natal que eu mais gostei. Embora esta imagem não faça jus ao livro, ele é grande, de couro preto, com as letras da capa e as laterais da página em dourado e traz lindas fotos descontraídas da banda em momentos profissionais e pessoais.

Help - A Lenda de um Beatlemaniaco
Autor: Couto, Sergio Pereira
Editora: Idea Editora

Sinopse: Um assassino ronda as ruas de Liverpool, a cidade natal do maior grupo de rock de todos os tempos. Ele ataca suas vítimas em plena Beatle Week, o evento mais importante que comemora anualmente a cultura deixada pelo quarteto...

Não é um livro excelente de suspense, mas vale pelos cenários e pelos nomes de personagens que são todos nomes retirados das músicas, além de pequenas sutilezas e alusões que os beatlemaníacos vão reconhecer...



Beatlemania
Autor: Pugialli, Ricardo
Editora: Ediouro

Almanaque colorido, com uma diagramação descontraída que também conta a história deles passando por todas as fases, com fotos e curiosidades.

Ainda tem a história em quadrinhos dos Beatles, no livro "O pequeno livro dos Beatles", de Hervé Bourhis, que vocês podem conferir aqui ^^

Bom, essas são minhas dicas, e se vocês estiverem algum p/ me indicar, por favor ;D

Bjs

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Despertada



Olá, meus queridos leitores

O post de hoje é apenas mais um de meus textos... Não sei porque acho que a melancolia torna as coisas profundas, então aí vai uma tentativa de fazer algo que valha a pena ser lido. Só uma tentativa, ok? hahaha

Despertada
Fazia meses desde a última vez que tivera uma boa noite de sono. Era madrugada quando ela acordou ressaltada e abriu a janela. Sua vista se resumia a lua olhando para ela e ela olhando para a lua. A brisa fria a abraçava como se fosse uma velha amiga, mas o frio cortava sua pele como uma navalha. Era inverno e ela estava só.

A cama parecia maior do que o normal. Nem o colchão confortável e o travesseiro de penas de ganso a confortavam nesse momento. Estava anestesiada.

Os sorrisos das fotos penduradas nas paredes pareciam zombar de sua dor. Já fazia quanto tempo desde a última vez que ela sorrira? E aquelas fotos? Pareciam ter sido tiradas há décadas...

Doía-lhe pôr a mesa e colocar lugar p/ uma pessoa apenas. Doía-lhe escovar os dentes e só enxergar uma escova. Metade do armário vazio. Metade. Era isso que se tornara, uma metade procurando um todo.

Não era muito exigente. Só queria alguém que a enxergasse além de uma bela embalagem e conseguisse ver que o seu interior era muito mais belo. Alguém que a entendesse numa troca de olhar de cumplicidade. Alguém que a fizesse rir. Alguém que a fizesse se sentir brega, melosa e abobada como qualquer pessoa apaixonada. Alguém que a esquentasse com um leve roçar de mãos e a enrubescesse com um sorriso. Alguém que a fizesse entender o significado das músicas de amor e dos poemas mais lindos. Alguém.

Ela não imaginava que ao sair de casa pela primeira vez em meses iria encontrar a resposta para todas as suas perguntas. O conforto para todos os seus anseios. Bastou um olhar e ela soube. Não estava mais sozinha.

Chegou em casa e de sua boca saía um som que há muito lhe era estranho. Estava cantando. Banhou-se. Preparou a mesa para si e não se importou. Já tinha se acostumado a esquecer. Foi deitar-se. Fechou os olhos e dormiu.

Só acordou de manhã, quando o sol já lhe beijava as faces. Finalmente acordara. Despertara p/ vida.

É isso..

Bom feriado!

bjins

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Artistas na adolescência

Olá,

olhando as estatísticas deste blog pude notar que os posts mais visualizados são os que se referem ao passado: Brinquedos da Infância, Antes e Depois de alguns ícones da música, Como se sentir velho num click... Ou seja, vcs são tão nostálgicos quanto eu e pensando nisso, preparei mais um post que remete ao passado, só que dessa vez, nós vamos ver alguns ícones do cinema e da TV na adolescência.

Sim, pois não pense você que eles sempre foram lindos e maduros, eles também passaram por essa fase nada mágica da adolescência que é ingrata com a maioria, mas não no caso dde alguns... hahahah

A que sempre me intrigou é a Hebe. Acredite, ela foi jovem e numa época em que a máquina fotográfica já exisitia para registrar essa fase.. Saca só:



E o vampiro mais badalado do momento que embora ainda seja bem novo, já teve sua fase bem esquisita quando era modelo.. Olhem só o Robert Pattinson há uns anos, pelo qual as menininhas babam hoje:



E a Bella, que não era nada bela..



Esse eu nem preciso falar quem eé, pq sempre foi lindo e as feições não mudaram mt...

/>

A glamurosa Carrie Bradshaw.. (embora eu ache que ela continua feia, já foi pior..)



Vocês imaginavam que o Aleck Baldwin já foi tão bonito?



E o Al Pacino também era bem gatchenho hahaha xD



Pela boca, eu nem preciso falar quem é...



Seu marido...



(ele era a cara desses personagens babacas que a mocinha feia se apaixona em comédia adolescente, até achar o bonitinho nerd e fofo que vai amá-la também hahaha)

Sua ex..



A mulher que já ficou com o Gerard Butler e com o Sergio Marone



E p/ finalizar, o mulherão que só faz papel de "gostosa", que interpretou a Bruna Surfistinha e atualmente interpreta a Natalie L'Amour (ou algo do tipo) em Insensato Coração...



É.. Com uns o tempo foi ingrato, e com outros foi um presente.. Vamos esperar p/ ver o que o tempo vai fazer com a gente, né?

Bjocas

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Top 10 de comédias românticas

Olá,

Primeiramente, o Acontece em Petrópolis está fazendo várias promoções para o dia dos namorados, além de várias matérias sobre a data. A minha fala sobre a vida amorosa de Dom Pedro II que também teve amantes, mas não era tão "saidinho" quanto seu pai... Acessa lá ;D

O dia dos namorados chegou mais uma vez, e se você é aquela pessoa que espera esse dia p/ fazer algo especial para a pessoa amada, você é um mané. Pois, como diria Marco Lo Visco: “O verdadeiro homem não é aquele que conquista várias mulheres numa vida, e sim aquele que numa vida conquista várias vezes a mesma mulher”. Portanto, faça com que todo dia seja especial ;D

Se você tem namorado, logicamente vai ter coisa muito melhor p/ fazer do que ficar vendo filmezinho romântico, mas se você está solteira ou seu namorado não tem criatividade e quer te levar ao cinema ou pior, ver filme em casa, eis algumas sugestões de comédias românticas que o Boulevard recomenda:



1º) Uma linda mulher

Sinopse: Magnata perdido (Richard Gere) pede ajuda a uma prostituta (Julia Roberts) que trabalha no Hollywood Boulevard e acaba contratando-a por uma semana. Neste período ela se transforma em uma elegante jovem para poder acompanhá-lo em seus compromissos sociais, mas os dois começam a se envolver e a relação patrão/empregado se modifica para um relacionamento entre homem e mulher.

“Pretty woman walking down the street, pretty woman, the kind I’d like to meet...”, essa música ficou eternizada numa das melhores comédias românticas dos anos 90. Julia Roberts e Richard Gere formaram um casal cuja a química deu tão certo que repetiram a dose 9 anos depois em “Noiva em Fuga”, mas falando sobre “Uma linda mulher”, com o perdão do trocadilho, mas se essa história fosse real poderíamos dizer que Vivian Ward (Julia Roberts) é uma puta mulher de sorte, heim?




2º) 10 coisas que eu odeio em você

Sinopse: A situação está tensa na cada dos Stratford. Bianca (Larisa Oleynik) não vê a hora de arranjar um namorado, mas seu pai (Larry Miller) não permite que ela saia com garotos. Após muita insistência, o pai toma uma resolução: Bianca pode namorar, desde que sua irmã, Katharina (Julia Stiles), namore também. Só que Katharina é uma verdadeira megera, que não tem amigos na escola nem em lugar algum. Para resolver a questão, Cameron (Joseph Gordon-Levitt), apaixonado por Bianca, resolve custear Patrick Verona (Heath Ledger) na tentativa de fazer com que Katharina se apaixone por ele.

Um dos meus filmes preferidos, porque souberam fazer uma ótima releitura de “A megera domada” de William Shakespeare. É, e você achando que era mais um filme adolescente bobo... Não há uma pessoa que tenha assistido a esse filme que não tenha se encantado com pelo menos duas cenas: Heath Ledger cantando “Can’t take my eyes of you” e Julia Stiles lendo o seguinte poema para Heath:

10 coisas que eu odeio em você
1 Odeio o modo como fala comigo e como corta o cabelo.
2 Odeio como dirige o meu carro.
3 E odeio seu desmazelo.
4 Odeio suas enormes botas de combate e como consegue ler minha mente.
5 Eu odeio tanto isso em você, que até me sinto doente.
6 Eu odeio como está sempre certo.
7 E odeio quando você mente.
8 Eu odeio quando me faz rir muito, e mais quando me faz chorar.
9 Eu odeio quando não está por perto, e o fato de não me ligar.
10 Mas eu odeio principalmente, não conseguir te odiar.
Nem um pouco, nem mesmo por um segundo, nem mesmo só por te odiar.



3º) Simplesmente amor

Sinopse: O novo Primeiro-Ministro da Inglaterra (Hugh Grant) se apaixona por uma de suas funcionárias, Natalie (Martine McCutcheon). Numa tentativa de curar seu coração, um escritor (Colin Firth) parte para o sul da França e lá acaba se apaixonando. Karen (Emma Thompson) desconfia que Harry (Alan Rickman), seu marido, a está traindo. Juliet (Keira Knightley), que se casou recentemente, desconfia dos olhares e intenções de Mark (Andrew Lincoln), o melhor amigo de seu marido. Sam (Thomas Sangster) tem por objetivo chamar a atenção da garota mais difícil da escola. Sarah (Laura Linney) enfim tem a grande chance de sair com Karl (Rodrigo Santoro), por quem mantém uma paixão silenciosa. Billy Mack (Bill Nighy) busca retomar sua carreira como astro do rock. A vida de todos estes personagens se entrelaçam e são modificadas pela presença do amor em suas vidas.

Simplesmente perfeito! Eu, particularmente, adoro filmes com histórias paralelas, pois sempre mostram diferentes situações que se entrelaçam no final. O que é o Colin Firth se declarando em português? E a cena em que o Mark se declara para Juliet com várias placas? Lindo, lindo, lindo!



4º) Como se fosse a primeira vez

Sinopse: Henry Roth (Adam Sandler) é um veterinário paquerador, que vive no Havaí e é famoso pelo grande número de turistas que conquista. Seu novo alvo é Lucy Whitmore (Drew Barrymore), que mora no local e por quem Henry se apaixona perdidamente. Porém, há um problema: Lucy sofre de falta de memória de curto prazo, o que faz com que ela rapidamente se esqueça de fatos que acabaram de acontecer. Com isso Henry é obrigado a conquistá-la, dia após dia, para ficar ao seu lado.

Esse filme é um bom exemplo (exemplo literal, eu diria) da frase que eu citei no início do texto sobre conquistar várias vezes a mesma mulher. É tão bonitinho o que ele faz para que ela se lembre todos os dias da história deles. O filme é ótimo e ainda arranca boas risadas.



5º) De repente é amor

Sinopse: Oliver (Ashton Kutcher) e Emily (Amanda Peet) se conhecem em um vôo que cruza os Estados Unidos. Ele é um recém-formado que procura seguir um cronograma rígido para sua vida, de forma que consiga alcançar o sucesso profissional o mais rapidamente possível e também encontrar o amor de sua vida. Já ela é espontânea e indisciplinada, do tipo que prefere ver aonde a vida leva ao invés de fazer planos para o futuro. Oliver e Emily imediatamente sentem atração um pelo outro, mas as características de ambos são incompatíveis. Durante os 7 anos seguintes eles se encontram periodicamente, mas tudo parece conspirar para que eles sempre estejam separados.

Eu simpatizo com o Ashton Kutcher e não sei porquê, gosto muito desse filme. Acho que o que eu mais gosto nele é a trilha sonora que é incrível e cenas fofas como as fotos que eles tiram juntos, a serenata que ele faz para ela e todos os clichês que tem direito ^^



6º) Muito bem acompanhada

Sinopse: Há 2 anos atrás Kat Ellis (Debra Messing) foi abandonada no altar. Agora sua irmã, Amy (Amy Adams), está prestes a se casar e terá como padrinho de casamento justamente seu ex-noivo. Decidida a demonstrar ter superado o abandono, Kat contrata Nick Mercer (Dermot Mulroney) como seu acompanhante no casamento. O que Kat não esperava era que Nick conquistasse a simpatia de sua família, demonstrando ser um genro perfeito e objeto de desejo de qualquer mulher. Aos poucos ela nota que a relação que possui com Nick, que era para ser de fachada, torna-se cada vez mais séria.

Digamos que esse filme poderia se chamar “Um lindo homem” porque a história é parecida com o de “Uma linda mulher”, só que ao invés da Julia Roberts temos o charmoso Dermot Mulroney no papel.




7º) A verdade nua e crua

Sinopse: Abby Richter (Katherine Heigl) é produtora de um programa de televisão competente e conservadora. Com os índices de audiência caindo, seu chefe tem a ideia de contratar da concorrência Mike Chadway (Gerard Butler) do programa "A Verdade Nua e Crua". Assim, de uma hora para outra, a controladora e eterna romântica Abby se vê obrigada a aceitar como colaborador um cara machista, grosseiro e "especialista" em revelar o que - realmente - atrai os homens nas mulheres. Com as relações amorosas em baixa, ela recorre aos "serviços do consultor" para conquistar o vizinho e o resultado obtido acabou sendo além do esperado.

Divertidíssimo e ainda tem o Gerard Butler, preciso dizer mais?



8º) Letra e Música

Sinopse: Alex Fletcher (Hugh Grant) é um decadente astro da música pop, que fez muito sucesso na década de 80 mas que agora apenas se apresenta no circuito nostálgico de feiras e parques de diversão. A chance de mais uma vez fazer sucesso bate à sua porta quando Cora Corman (Haley Bennet), a atual diva do pop, o convida para compor uma canção e gravá-la com ela, em dueto. O problema é que Alex há anos não compõe uma canção sequer, além de jamais ter escrito uma letra de música. Sua salvação é Sophie Fisher (Drew Barrymore), a encarregada de cuidar das plantas de Alex, cujo jeito com as palavras serve de inspiração para Alex. Inicialmente reticente em trabalhar com Alex, devido ao término conturbado de um relacionamento e à fobia dele a compromisso, Sophie termina por aceitar a parceria.

O sotaque e o charme inglês do Hugh Grant com a simpatia e carisma de Drew Barrymore resultou num casal diferente e fofo. Confesso que baixei Pop goes my heart e Way back into love de tanto que eu gostei das musiquinhas feitas para o filme.



9º) Ele não está tão afim de você

Sinopse: Gigi (Ginnifer Goodwin) é uma romântica incurável, que um dia resolve sair com Conor (Kevin Connolly). Ela espera que ele ligue no dia seguinte, o que não acontece. Gigi resolve ir até o bar onde se conheceram, na esperança de reencontrá-lo. Lá ela conhece Alex (Justin Long), amigo de Conor. Ele tem uma visão bastante realista sobre os relacionamentos amorosos e tenta apresentá-la a Gigi, através de seu ponto de vista masculino. Por sua vez Conor é apaixonado por Anna (Scalett Johansson), uma cantora que o trata apenas como amigo e que se interessa por Ben (Bradley Cooper), casado com Janine (Jennifer Connelly). O casamento deles está em crise, o que não impede que Janine dê conselhos amorosos a Gigi, com quem trabalha. Outra colega de serviço é Beth (Jennifer Aniston), que namora Neil (Ben Affleck) há 7 anos e sonha em um dia se casar, apesar dele ser contrário à idéia.

Mais um filme com histórias paralelas e ao longo do filme há depoimentos engraçados com as mais diferentes mulheres contando histórias de homens que simplesmente não souberam dar valor a elas. Digamos também que colocar o Bradley Cooper e Ben Affleck no mesmo filme é covardia, né?




10º) Como perder um homem em 10 dias

Sinopse: Ben Barry (Matthew McConaughey) é um publicitário que faz uma grande aposta com seu chefe: caso faça com que uma mulher se apaixone por ele em 10 dias ele será o responsável por uma concorrida campanha de diamantes que pertence à empresa. A vítima escolhida por Ben é Andie Anderson (Kate Hudson), uma jornalista feminista que está desenvolvendo uma matéria sobre como perder um homem em 10 dias e está decidida a infernizar a vida de qualquer homem que se aproximar dela. Ambos se conhecem em um bar, sendo que escolhem um ao outro como alvo de seus planos.

Esse é um dos poucos filmes que você ri do início ao fim e tem dois atores que sabem ser engraçados e tem muito química juntos. O que é aquela cena dela no meio do jogo de pôquer dos caras chorando porque ele deixou a “samambaia do amor” deles morrer? E a clássica cena dela bêbada cantando “You’re so vain” p/ ele? Excelente!

Bom, gente.. é isso!

Bom dia dos namorados p/ quem tem, e p/ quem não tem, boa caça! hahahaha

bjocas

domingo, 5 de junho de 2011

Como se sentir velho (a) num click

Olá,

bom, como eu tô muito sem tempo (fianl de período, sabe como é) para preparar um post p/ vocês, recorri aos meus e-mails p/ não deixar de postar ;D

O nome do post é auto-explicativo e todo o conteúdo foi retirado do Não Salvo.com.br

Obs: se não der p/ ler, é só clicar na imagem ;D



Parece que foi ontem que me amarraram uma fitinha preta no colégio como sinal de luto pelos Mamonas e que eu chorei p/ caramba ao saber que os meus ídolos estavam mortos.



Quando eu assistia ao Castelo ele já estava morto e eu nem sabia..



Só love, só love, só love.. Quero de novo com você me atracar com gosto, corpo, alma e coração ôÔô venero demais o meu prazer, controlo um calendáio sem utilizar as mãos..

Meu Deus, "Quero te encontrar" é mais velha ainda então Oo





Inshalá!



Eu via essa mulecada toda semana na Eliana Oo"



Eu cheguei a ter o bichinho de pelúcia do Melocoton que ria e tremia.. Adorava ele! Aquele Nhoque sei lá, era sem graça...



E tá ficando a cara do Fofão de tanto botox!





Primórdios do funk...



Pai do MSN



E eu que demorei p/ perceber que o mais novo era homem.. Eu jurava que ele era menina por casa daquele cabelo comprido e bem.. a cara de menina, né? hahaha





Nessa época era Gera samba ainda, eu acho...



O riquinho já foi até preso...



Eu lembro que já tava grandinha p/ ver isso...



Era lá que eu via Sailor Moon e CDZ xD





Caramba, na época que estreou eu nem tinha idade suficiente p/ assistí-lo ainda...



E também já foi preso por causa de drogas...



Feijoada ou dobradinha, o que foi que ela comeu? Foi repolho ou foi coxinha, buchada de bode...








E você que canta Cigana, Deus me livre, Sem você aqui comigo, Jeito Felino até hoje...

bom gente, é isso... Sugiram o que vocês querem ler aqui no próximo post ;D

Bjins