http-equiv=’refresh’ content=’0; Boulevard of Ideas: Ou seje, tá tudo errado!

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Ou seje, tá tudo errado!



Olá,

p/ começar, o erro no título foi proposital, se vc não notou o erro, o texto abaixo foi feito especialmente p/ vc ;D



É muito comum encontrarmos erros gramaticais na internet até em sites de notícias, pois muitas vezes digitamos rápido, já que hoje em dia tempo é dinheiro, e nem percebemos esses pequenos erros, mas daí a persistir no erro é burrice.

Amiguinhos, “concerteza” NÃO EXISTE! Com é preposição. Certeza é substantivo. Duas palavrinhas que são usadas juntas e só. Se vocês querem usar uma palavra com esse mesmo sentido, optem por um advérbio! Sim amiguinhos, essas palavrinhas mágicas transmitem a mesma coisa, é só acrescentar o sufixo “-mente” no final e vocês terão “certamente” que é sinônimo.

Sufixo, sinônimo, advérbio... Espero que não tenha confundido a cabecinha de vocês agora.

Prosseguindo... “Min” também não existe! A maioria das palavras da língua portuguesa termina em “M”, portanto nem o Tarzan fala “Min Tarzan” e sim, “Mim Tarzan”. E outra coisinha sobre essa palavrinha mágica, mim não conjuga verbo!
“Comprei esse lindo vestido para mim usar na festa”. ERRADO. É para EU usar na festa, ou nesse caso como foi você que comprou, para você usar na festa. Sacou?

Outra coisa que eu não entendo: por que vocês insistem em colocar N em tudo? MortaNdela, mendiNgo... Vocês comem chalchicha e não, salsicha... Qual o pobrema de vocês? Aliás, P-R-O-B-L-E-M-A, viu? É mais fácil de falar do que probrema, poblema e derivados...

E a posição do R minha gente? É iorgute, largatixa... E por que vocês insistem em trocar o L pelo R? Framengo, Fruzão... Ou seje, tá tudo errado! Inclusive essa frase e sabem por que? Porque SEJE também não existe, assim como MENAS e meia + adjetivo. Você, mulher, não está meia cansada, porque meia se coloca no pé! É meio, no masculino mesmo!

Ser de classe social menos favorecida não justifica, porque quem tem acesso para escrever essas atrocidades na Internet, tem acesso a uma gramática on-line. Se você assassina a língua portuguesa desse jeito, pelo menos seja original e fala que foi de propósito, que você quis criar um neologismo. Ou melhor, não fala isso não que seria uma afronta a Guimarães Rosa, simplesmente digite no Word que ele subilinha para você, aliás sublinha...

Quem gostou, comenta! Quem não gostou, comenta também! Nã sou nenhuma professora da língua portuguesa, mas esses erros esdrúxulos me irritam MUITO!

É isso...

Bom final de semana ;D

bjs

5 comentários:

  1. Eu tbm fiko p*ta com esses tipos de erros, não digo q ninguem é obrigado a ser um aurelio ambulante mas pelo amor de Deus erros assim como vc descreveu são o cúmulo do absurdo. quer ver eu fikar frustrada é alguem flar perto de mim "eu SE machuquei" cara que ódio...

    adoro seu blog, Bju xD

    ResponderExcluir
  2. Acho que pior que escrever gramaticalmente errado a torto e a direito é fazer questão de escrever com aquele internetês "kbça" rebuscado. Acho que o pior é MAIS é diferente de MAS.

    ResponderExcluir
  3. erros de português também me irritam muuuito, Mari! ainda mais quando partem de gente que deveria escrever certo, como jornalistas e estudantes de jornalismo! rs

    isso é falta de leitura. infelizmente, ainda é um hábito que a maioria das pessoas não adota, por achar chato. nossa língua é difícil, mas nada justifica escrever 'concerteza' hahaha

    adorei o post, Mari!
    beijos!

    ResponderExcluir
  4. Realmente tem uns erros por aí que são absurdos, acho que tudo bem errar uma palavrinha ou outra porque escreveu correndo e tal, não prestou atenção.... mas repetir o erro é d+! td vez q leio algo do tipo: min e seje, não acredito no que estou lendo ahuahuah
    mt bom o post!
    bjss

    ResponderExcluir
  5. Você poderia atualizar sua conta no flickr com mais fotos de shows e também da sua estante de livros!!!! =D
    Ótimo post, parabéns.

    ResponderExcluir