http-equiv=’refresh’ content=’0; Boulevard of Ideas: Janeiro 2011

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

BBB, o programa que todos amam odiar



Olá,

primeiramente gostaria de agradecer o comentário do Flávio (psicossomática do ser) sobre o filme "O mundo imaginário do Dr Parnassus" que foi bem esclarecedor. Eu de fato tinha entendido o filme, mas não com tanta clareza quanto ele me fez enxergar. Obrigada pela participação! Adoro comentários (de modo geral), mas principalmente os construtivos ;D Aliás, vou agradecer a todos que comentam (p/ vcs ñ ficarem com ciúmes hahaha) pq eu smp fico feliz em saber que vcs leem e se dão ao trabalho de deixar suas impressões. Adoro a tecnologia e a interatividade que ela traz hehehehe

Agora vamos ao assunto do post...


Janeiro é temporada de Big Brother Brasil e aquele bando de gente chata começa a pipocar na internet p/ criticar e encher o saco de quem assiste, então resolvi escrever um texto sobre isso pq eu assisto ao BBB e já tô cansada de ouvir "Não acredito que uma menina inteligente como vc assiste a esse programa", obrigada pelo elogio, mas eu assisto o que eu quiser e não quero nem saber se vc acha isso bom ou não xD

Então vamos lá:

Em primeiro lugar, quem foi que disse que BBB era programa cultural p/ depois vir um monte de malas dizer que BBB não é cultural nem educativo? Sinceramente não me lembro de terem mencionado que esse era o objetivo do programa quando ele foi ao ar, porque realmente não é.

BBB é entretenimento. Ninguém assiste a esse programa p/ aprender alguma coisa. A gente assiste porque quer ver intriga, barraco, gente diferente, provas, festas e porque depois de um longo dia de trabalho, tudo que o brasileiro quer é relaxar e se distrair com alguma coisa.

Não é todo mundo que tem TV a cabo, então a alta audiência do programa deve-se também a falta de opção. Sim, porque o que está passando nos outros canais da tv aberta não fica muito longe...

Os “pseudo-intelectualóides” amam criticar o BBB, mas para você criticar, no mínimo você tem que ter assistido algumas vezes para dar uma opinião fundamentada. Se você assistiu e odiou, beleza. Realmente ninguém é obrigado a gostar, mas respeite quem goste.

As pessoas gostam de falar que “BBB é programa para gente burra”, mas não acho que assistir ao futebol religiosamente, xingar, brigar e até matar porque o time perdeu seja lá uma atitude muito inteligente ou racional e olha que futebol é paixão nacional (e irracional)!

Quanto a baixaria do programa é uma grande hipocrisia. No BBB não há nada que ninguém não tenha visto numa novela, num filme ou até na pracinha em frente a sua casa. Então aos pais que acham que isso não é programa apropriado para os filhos eu entendo e respeito (até porque não sou mãe), mas não adianta tentar tampar o sol com a peneira porque isso será (se já não é) a realidade do seu filho um dia. Sim, aceite que seu filho vai ficar, transar, beber e brigar porque é isso que (quase) todo mundo faz.

O que é alarmante são as pessoas que só se interessam por esse tipo de programa e não sabem falar de outra coisa. Assistir ao programa depois da novela, ok. Porém se você não tem noção do que está acontecendo no mundo porque fica vendo o pay-per-view o dia inteiro, aí sim seu caso é preocupante.

É isso o que eu acho, e vcs? Concordam, discordam ou não tão nem aí? heheheh

Bjs

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Os 5 filmes mais confusos que eu já vi

Olá,

Como qualquer pessoa, eu também sou fã de um bom filme, principalmente aqueles diferentes que fogem completamente do convencional e nos fazem pensar. Porém, qual o limite entre o criativo e o “nonsense” total? Qual o limite entre o inesperado e o “WTF?” no final do filme? Tendo isso em mente, abaixo vocês conferem uma lista de filmes que eu considero confusos, mas que você entende depois de refletir sobre ele ou quando o vê pelo segunda, terceira.. enésima vez.



A Origem – Christopher Nolan

Sinopse: Em um mundo onde é possível entrar na mente humana, Cobb (Leonardo DiCaprio) está entre os melhores na arte de roubar segredos valiosos do inconsciente, durante o estado de sono. Além disto ele é um fugitivo, pois está impedido de retornar aos Estados Unidos devido à morte de Mal (Marion Cotillard). Desesperado para rever seus filhos, Cobb aceita a ousada missão proposta por Saito (Ken Watanabe), um empresário japonês: entrar na mente de Richard Fischer (Cillian Murphy), o herdeiro de um império econômico, e plantar a ideia de desmembrá-lo. Para realizar este feito ele conta com a ajuda do parceiro Arthur (Joseph Gordon-Levitt), a inexperiente arquiteta de sonhos Ariadne (Ellen Page) e Eames (Tom Hardy), que consegue se disfarçar de forma precisa no mundo dos sonhos.


-> Enquanto assistia a esse filme, confesso que fiquei muito perdida porque era um entrando no sonho do outro e morrendo e indo p/ outro sonho e vivendo e por aí vai. Juro que o que me veio à mente foi: o Nolan pegou um pouco da confusão de outros diretores como nos filmes “Brilho eterno de uma mente sem lembranças”, “Matrix” e “A ilha do medo” e juntou tudo num filme só. O que é real e o que não é, é muito Matrix. A confusão mental pela morte da esposa é da Ilha do Medo (que inclusive é com o Leonardo DiCaprio também) e a parte do romance, de não conseguir se esquecer da amada é de Brilho eterno. Posso estar viajando, mas acho que esse é o objetivo do filme: dar um nó mental. E o final é tipo “Lost”, né não? Não gostei do filme (e sim, eu entendi a história) porque acho que tentaram fazer uma coisa mt diferente p/ mostrar cenários diferentes e complicaram ao máximo p/ contar uma história clichê.

(Como todo mundo que eu conheço que viu, gostou, eu logo deduzi que não iria gostar pq nunca estou de acordo com a opinião da maioria hahahah)



Vanilla Sky – Cameron Crowe

Sinopse: Em Nova York são narrados em flashback fatos angustiantes da vida de David Aames (Tom Cruise), um jovem empresário que é dono de um império editorial. David tem sua vida modificada quando conhece Sofia Serrano (Penélope Cruz), uma bela jovem por quem se apaixona .Tal relacionamento desperta ciúmes em Julie Gianni (Cameron Diaz), uma "amizade colorida" de Davis, que quer muito mais que mero envolvimento sexual com ele. Um dia, após sair da casa de Sofia, David encontra Julie, que usando o pretexto de querer conversar com ele o convence a entrar no carro dela. Em um ímpeto de loucura, e cega por se sentir preterida, ela lança o carro por cima de um viaduto. Ela não resiste ao impacto e morre. David sobrevive, mas fica com o rosto bem desfigurado e entra em coma, ficando neste estado por três semanas. Ao se ver David fica traumatizado e oferece qualquer quantia para reconstruírem seu rosto. Repentinamente realidade e fantasia se confundem de forma assustadora.

-> Esse filme foi eleito o mais confuso de todos os tempos por vários sites e eu concordo. Acho que o objetivo era mostrar que o Tom Cruise e a Cameron Diaz são capazes de fazer filmes “cabeças” não só aqueles pastelões e de fato, conseguiram. O filme é bom, é diferente de tudo que vocês já viram, mas tem que prestar atenção p/ captar o que o filme quer passar. Acho que "Efeito Borboleta" pode ter sido inspirado em Vanilla Sky, mas é mt melhor hahahaha



A dama na água – M. Night Shyamalan

Sinopse: Cleveland Heep (Paul Giamatti) é um homem triste e solitário. Até que, numa noite qualquer, acontece algo que muda drasticamente sua vida. Ele encontra em seu prédio uma outra pessoa que tenta se esconder dos demais, uma jovem misteriosa chamada Story (Bryce Dallas Howard), que mora entre as passagens sob a piscina. Surpreso, Cleveland descobre que Story é uma "narf", uma espécie de ninfa das histórias infantis, e que ela é perseguida por criaturas malignas, que desejam impedir que ela retorne ao seu mundo de origem. Além disto Story possui poderes de percepção, que a permite ver qual será o destino dos moradores do prédio de Cleveland. Juntos, Cleveland e os moradores de seu prédio, se unem para encontrar um meio que permita Story a retornar ao seu mundo.

-> O trailer promete um “suspense fantasioso interessante” quando na verdade é só mais uma viajem do Shyamalan. Eu ainda dou um desconto p/ ele porque “O sexto sentido” é sensacional, mas “A dama na água” é chato e sem sentido. Ok, é baseado num conto de ninar que ele contava aos seus filhos, mas as crianças só deviam dormir p/ não ficarem cada vez mais confusas com a história. Do nada a criatura aparece na piscina, aí tem umas “moitas que se mexem” que atacam e do nada também a criatura vai embora. É longo, chato e com péssimo roteiro. NÃO RECOMENDO!




Magical Mystery Tour – The Beatles

Sinopse: A história gira em torno de Ringo Starr e sua tia Jessie, que adquirem bilhetes para um passeio (tour) em um ônibus, sem um roteiro conhecido pelos passageiros, mas considerado mágico e misterioso pelos seus organizadores (Magical Mystery Tour). Neste passeio estão todos os Beatles e figuras pitorescas, inclusive uma criança, a jovem Nichola. Durante o roteiro turístico, mágicos (protagonizados por John, Paul, Ringo e George, além de Mal Evans) intervêm no passeio, criando situações inusitadas e algumas vezes pitorescas. Além das músicas dos Beatles, participam com número musical, os membros da banda Bonzo Dog Doo Dah Band que cantam a música "Death Cab for Cutie" durante a sessão de strip-tease, protagonizada pela stripper Jan Carlzon.

-> Como uma beatlemaníaca, é lógico que eu tive que comprar o filme e só de vê-los cantando suas músicas mesmo que fosse no meio de uma história sem pé nem cabeça, valeu a pena. “Help!” que foi um grande sucesso eu já tinha achado “nada a ver”, esse filme então nem se fala. Não tem história e não procure achar um sentido nele que pelas cores, figurinos e personagens só pode ter uma explicação: LSD. Recomendo só p/ quem gosta muito dos Beatles, porque quem não gosta vai achar que é só mais um produto com o nome do FabFour feito p/ dar dinheiro, o que não deixa de ser verdade...



O mundo imaginário de Dr Parnassus – Terry Gilliam

Sinopse: O Dr. Parnassus (Christopher Plummer) tem o dom de inspirar a imaginação das pessoas. Dono de uma companhia de teatro itinerante, ele conta com a ajuda de seu assistente Percy (Verne Troyer) e do mágico Anton (Andrew Garfield) para oferecer ao público a chance de transcender a realidade e entrar em um universo sem limites, o qual pode ser alcançado ao atravessar um espelho mágico. Tony (Heath Ledger) foi encontrado pela trupe dependurado em uma ponte, à beira da morte. Após ser salvo, ele passa a integrar a equipe, como forma de escapar de seu passado. Em uma tentativa de modernizar o show, ele termina por conhecer o novo mundo oferecido por Parnassus e passa por diversas transformações no decorrer de sua viagem. Só que esta mágica tem um preço e ele está perto de ser cobrado ao dr. Parnassus: sua preciosa filha Valentina (Lily Cole).

-> Tenho quase certeza que já falei desse filme por aqui, mas falo de novo pq como o assunto é filme confuso, não podia deixar um filme do Terry Gilliam de fora. Como todos os filmes de Gilliam, este é altamente fantasioso e com cenários incríveis. Cada cena parece um mergulho numa tela surrealista e esse filme é especial, pois foi o último de Heath Ledger e como ele morreu enquanto o filme ainda estava sendo gravado, foi substituído por Johnny Depp, Jude Law e Colin Farrell que se saíram muito bem. O filme é perfeito para quem gosta dos mundos fantasiosos de Gilliam e p/ matar as saudades do Ledger que foi um grande ator.


E p/ vc? Qual o filme mais sem sentido que vc já viu? Comente ;D


Bjss

sábado, 15 de janeiro de 2011

Celebridades sem os milagres da maquiagem

Olá,

primeiramente gostaria de dizer o quanto eu lamento pelas pessoas que perderam tudo por causa das fortes chuvas dessa semana. E o "tudo" o qual eu me refiro não é só casas, móveis e o que eles levaram uma vida inteira para ter, mas o mais importante: as pessoas que eles amam. Com dificuldade, mas com mt luta, eu tenho certeza (e espero de verdade) que todos vão conseguir se reerguer e construírem suas casas em lugares seguros, mas infelizmente a vida de centenas de inocentes não vão ser trazidas de volta.

E espero que os políticos vão fiquem só dizendo "Que tragédia" e façam algo para que isso nunca mais se repita. Devia ter uma lei proibindo consturção de casas em áreas de risco e deveria ter fiscalização! E digo mais, todo o dinheiro que será liberado para que essas pessoas tenham por onde recomeçar é o mínimo que os governantes podem fazer. Não fazem mais do que obrigação.

Vocês podem saber mais sobre as chuvas e principalmente, como ajudar clicando aqui.

********************

Agora ao tema do post...

Com certeza vocês já devem estar cansados de ver na internet as celebridades sem maquiagem e photoshop, mas mesmo assim eu resolvi selecionar algumas que me assustaram xD É sempre bom p/ ego, saber que eu não sou a única com a pele f***, cabelo ruim e com o corpo longe da perfeição ahuiahauihauihauihauiha



Christina Ricci

Acho que uma franja poderia disfarçar a "testona". E sair de casa assim que levantar da cama deve ser evitado pelas celebridades, pois vem um paparazzi e mostra a verdade. As famosas são gente como a gente, e não essas deusas que querem que a gente acredite ;D



Kelly Clarkson

What a beautiful disaster! (Não resisti ao trocadilho infame hahahaha)
Juro que confundi as Kellys, vai dizer que ela nã tá lembrando a Kelly Osbourne?



Goldie Hawn

Estão achando que elas não envelhecem? Taí a prova! Esse aí é o futuro da Kate Hudson (p/ quem não sabe, a Goldie é mãe dela).



Ashley Tisdale

Tá vendo o que a maquiagem não faz? Deixa uma menina comum e sem graça, se achando sexy e até convence as pessoas que de fato é bonita hahahaha



Julia Roberts

NOT a pretty woman walking down the street...



Katherine Heigl

PARA TUDO! QUE CABELO É ESSE? Shampoo e escova não mata ninguém...



Madonna

Jesus (Luz) pode fazer bem p/ corpo e a mente, mas também não faz milagre...



Mariah Carey

Bota a dentadura de volta! Essa foto realmente não a favoreceu nem um pouco...




Heidi Klum

Que cara de picolé de chuchu azedo é essa?



Avril Lavigne

She was a girl, can I make it more obvious?



Marilyn Manson

Esse me dá medo com ou sem maquiagem, mas é melhor sem!

Bom gente, se vocês quiserem ver mais é só jogar no google que tem mt coisa, o post só foi p/ entreter e levantar a auto-estima de todos hahahaha

PS: Já dizia alguém que eu esqueci quem foi, não existe melhor feia, existe mulher mal-arrumada!

Bjss

sábado, 8 de janeiro de 2011

Novos autores e livros fabulosos

Olá,

no último post um leitor (ou leitora) pediu para que eu fizesse um post sobre livros, e eis um post literário. Realmente, é uma vergonha eu falar tão pouco de livros aqui, ainda mais eu que leio tanto (li 99 livros em 2010, mts pockets incluídos, mas estão valendo...). Dessa lista de livros que eu fiz (justamente p/ saber qnts livros eu leio por ano xD) eu selecionei uns de novos autores (pelo menos, novos p/ mim) p/ vcs poderem conferir nessas férias ;D

Obs: as sinopses eu pego de sites pq são bem resumidos.



Kate Morton

A casa das lembranças perdidas: o livro revela os segredos de uma família aristocrata inglesa que tenta sobreviver às fortes transformações do início do século XX. Assassinatos, triângulos amorosos e intrigas familiares dão a tônica desse romance, que vendeu mais de 600 mil exemplares só na Inglaterra, e tornou-se best-seller imediato também nos Estados Unidos, Alemanha, França, Itália e Austrália.

-> Esse é o primeiro livro da autora e o estilo em que ela escreve é delicioso. Você não se cansa. Conforme a narradora vai relembrando histórias banais sobre as pessoas que viviam na casa, o livro vai te prendendo porque você quer saber o porquê que as duas irmãs não se falam mais. Excelente mesmo ;D

O jardim secreto de Eliza: Em 2005, em Brisbane, na Austrália, a doce e reservada Cassandra recebe uma herança inesperada da avó, Nell O’Connor, que a houvera criado. A jovem, então, ruma para a mesma região da Inglaterra onde Nell se aventurara décadas atrás em busca de suas raízes. Lá, em meio a um chalé em ruínas e um jardim cheio de segredos, ela encontra a trágica verdade sobre os Mountrachet e a escritora Eliza Makepeace, que sua avó conhecia tão somente como a Autora. Apenas ligando os pontos das histórias dessa mulher e da aristocrática família que um dia habitou a mansão Blackhurst é que Cassandra entenderá por que Nell, então uma menina de quatro anos, foi deixada à própria sorte no início do século XX num porto australiano e, assim, desvendar suas próprias origens.

-> Ao longo do livro há trechos da história infantil escrita pela autora fictícia, Eliza Makepeace, e por trás de cada conto há um significado relacionado à trama principal. Consegue ser ainda melhor que "A casa das lembranças perdidas". Fiquem de olho nessa autora, que ela promete ;D



O peso do silêncio - Heather Gudenkauf

O romance aborda a relação conturbada de uma família a partir do desaparecimento de duas meninas de 7 anos, sendo que uma delas, Calli Clark, sofre de mudez seletiva desde que presenciou um acontecimento traumático provocado por seu pai alcoólatra.

-> Na verdade o livro não traz uma história muito original, você já deduz o desfecho bem antes de terminar a leitura, mas o modo como ela conta é interessante, pois cada capítulo é narrado por um personagem diferente. Os mais cativantes são quando narrados pela Calli, pois elas descrevem o que está acontecendo na maior inocência, sem ter noção do que está de fato ocorrendo com ela e com a amiga.



Entre vivos e mortos - Amy Mackinnon

Responsável por melhorar a aparência de mortos para o velório, Clara Marsh, cética e presa às duras lembranças do passado, tem a sua vida transformada com o aparecimento de Trecie, uma menina de oito anos, provavelmente abandonada. Ela convive também com o detetive Mike Sullivan, investigador do brutal assassinato de uma criança que, por não ter sido identificada, recebeu o apelido de Flor sem nome. No corpo e na alma de Clara, convivem a frieza e o cálculo, a carência e o fogo por uma paixão.

-> Título e capa interessantes, além de uma protagonista com uma profissão diferente das dos outros livros. Com a onda de Crepúsculo e vampiros, as estantes de todas as livrarias estavam abarrotadas de livros "sombrios" com premissas muito parecidas, esse me pareceu mais mórbido, porém mais interessante e de fato o é. Clara Marsh é uma pessoa fria no que diz respeito a relacionamentos com as pessoas de modo geral, mas com o aparecimento de Trecie, as coisas mudam. Eu classificaria o livro como suspense, de qualquer maneira, prende muito a atenção também.



O livro dos mortos do Rock - David Comfort

É a primeira obra a comparar em profundidade as vidas conturbadas e as mortes trágicas dos sete maiores ícones do rock ‘n’ roll: Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morisson, Elvis Presley, John Lennon, Kurt Cobain e Jerry Garcia. O autor apresenta fatos reveladores e surpreendentes sob um ponto de vista inédito, analisando as ambições e lutas que estes artistas tinham em comum. Carismáticos e talentosos, mas isolados e cheios de conflitos, eles não foram exatamente os ídolos que pensávamos conhecer. Para além de sua genialidade, este livro revela o lado humano e dramático destas sete lendas do rock. Uma jornada frenética ao outro lado da fama. Uma viagem às fantásticas histórias de inquietação e excessos que culminaram em suas mortes prematuras e os elevaram à condição de Imortais.

-> Um dos melhores livros que eu já li, sem exagero. Como vocês já puderam perceber, eu amo música e inclusive fiz uma matéria que tem a ver com o tema abordado que vocês podem ler aqui . Conspirações, fatos por trás das mortes de cada um e trechos interessantes da vida de cada um. Ponto alto do livro: Lennon, Morrisson e Kobain, achei os mais interessantes (sim, digo isso porque quando se é fã de The Doors, Beatles e Nirvana, fica mt mais interessante ler o livro), mas msm sem curtir mt os outros, a trajetória de todos é incrível.



A ledora de rendas - Brunonia Barry

Na família Whitney, as mulheres possuem um dom especial: ler o futuro em tramas de renda. Abalada com a morte de Lindley, sua irmã gêmea, Towner decide abdicar desse poder, herdado de Eva, sua tia-avó, e começar vida nova na Califórnia. Um telefonema do irmão, entretanto, quinze anos depois, comunicando o desaparecimento de Eva, traz Towner de volta à cidade de Salem, onde o policial John Rafferty lidera a investigação sobre o provável e misterioso afogamento da velha ledora de rendas. A excentricidade do clã e a figura enigmática de Towner acabam seduzindo este homem que abandonara a tensão da cidade grande em busca de uma vida mais calma, levando-o a mergulhar nesta história. Este é o mote de A ledora de rendas, romance de estréia da roteirista formada em Literatura, Brunonia Barry, que alcançou as listas dos mais vendidos do The New York Times, The Washington Post e Publisher’s Weekly. Uma história de amor e suspense, que permeada pelo sobrenatural e pontuada por flashbacks, surpreende o leitor.

->A sinopse acima disse tudo. Um ótimo livro ;D



Correr ou morrer - James Dashner

Sua vida anterior já não existe mais.
Uma nova se inicia.
Lembre. Corra. Sobreviva.

Acompanhe a vida de Thomas, um garoto que perde a memória e é lançado no meio de um ambiente desconhecido, onde precisa sobreviver a qualquer custo. Para isso deve decifrar um labirinto e enfrentar criaturas malignas. Uma saga que, para seus fãs, evoca os mistérios da série Lost.

->É o primeiro livro da trilogia Maze Runner e é MUITO legal, o livro vai virar filme como vocês podem ver no trailer que está bem fiel à minha imaginação pelo menos xD. Leiam antes que o filme estreie.


Bom, esses são os que mais me chamaram a atenção e que acredito sejam os que agradam a maioria, mas se vocês gostarem do post, eu posso recomendar muito mais livros ;D

Boa semana e usem protetor solar ;D

Bjs

sábado, 1 de janeiro de 2011

5 séries atuais que você deve assistir

Olá,

como foram de virada? Eu não assisti ao show da virada, então só por isso já foi melhor do que a dos outros anos hahahaha

Boa notícia de hoje: Lula é ex-presidente do Brasil. Má notícia: Dilma é a presidente. Espero de verdade que eu esteja completamente errada sobre ela, vamos esperar p/ ver...

Enfim... Como estamos de férias (pelo menos dos estudos) e temos um tempinho livre, muitos não sabem o que fazer ou o que assistir já que a TV pode ter trocentos canais que a gente nunca acha algo que nos agrade, então vou recomendar 5 séries atuais que vocês devem ver. Até porque, uma vez que vocês começarem, não vão conseguir parar..



House

Foi numa dessas horas de extremo tédio p/ achar algo na TV durante o almoço (eu preciso me distrair enquanto como, de qualquer jeito xD) que eu descobri House. Achei interessante, pois era um episódio da 1ª temporada onde alguns bebês ficavam doentes misteriosamente. Aí pronto, eu fiquei intrigada e achei fascinante o porquê da doença e como o brilhante médico a descobriu. Além de tudo isso, House é o médico mais ácido da TV. Extremamente irônico e até sem ética porque ele faz absolutamente de tudo para chegar ao diagnóstico, sem se importar com o que seus pacientes ou sua chefe vão achar. House é um misantropo, na verdade. Ou era? A série também conta com uma história paralela que só melhora com o passar das temporadas.

Melhor episódio: A cabeça de House - 4ª temporada (esse epi foi até premiado)

É uma série que te faz rir e chorar ao mesmo tempo. Não conheço ninguém que não goste, sério!



Dexter

Sempre ouvi muito bem da série, até que achei na loja as 2 primeiras temporadas em promoção e resolvi comrpar p/ conferir. Sensacional é a palavra que melhor define a série. É simplesmente a série mais diferente de tudo o que você já viu, começando pelo protagonista que é um serial killer. Em cada temporada surge um novo serial killer para Dexter "capturar", mas a forma como ele se envolve com seus "semelhantes" e como isso afeta a sua vida que é o que prende a atenção. Mesmo sendo um assasino, Dexter segue um código para nunca ser pego e nem matar nenhum inocente. Mas será que ele nunca quebra esse código, mesmo que sem intenção? Como isso afeta as pessoas ao seu redor? Querem saber? Assistam!

Tô começando agora a ver a 5ª temporada, mas p/ mim o melhor episódio até agora foi "The Getaway" que é o último da 4ª temporada. Não esperava MESMO aquele final. Surpreendente e triste.



The Big Bang Theory

Confesso que não achava graça no início, mas hoje não posso negar que é uma das melhores (senão a melhor) séries cômicas atualmente. Um indiano que não consegue falar com as mulheres (só quando está bêbado), um judeu que quer ser pegador, um cara atrapalhado e apaixonado pela vizinha e um ser que não é desse planeta e não tem noção de nenhuma regra básica de convívio social são os ingredientes para boas risadas.

Quem não ri com o Sheldon fazendo "brincadeiras" com os outros e falando Bazinga? É simplesmente hilário! E agora, temos a Amy Farrah Fowler (lembram da atriz que fazia a Blossom? então..) fixa no elenco que é a versão feminina de Sheldon.

Amantes de uma boa comédia tem que assistir! E o melhor é que não precisa ser nerd ou bom entendedor de física p/ sacar as piadas ;D

Melhor episódio: impossível escolher um.. O do Sheldon na piscina de bolinhas, ele bêbado mostrando Urano (xD), o da Amy na festa de pijama da Penny.. todos valem a pena!



The Mentalist

Acho que essa foto resume bem a série. Patrick Jane é um manipulador de mentes e comportamentos. É considerado um famoso paranormal, mas a trama da série gira em torno de sua busca pelo assassino de sua mulher e filha: Red John. Red John é um serial killer que sempre que mata, deixa sua assinatura que é uma carinha rindo (como na foto) desenhada em sangue.

A série é um sucesso tão grande que mesmo na 3ª temporada, já tem até a 7ª confirmada. Espero que não tenha que esperar tanto para que revelem a identidade do Red John e sua estranha conexão com o Patrick.

Melhor episódio: TODOS em que o Red John "aparece". Isso acontece +/- 3 vezes por temporada...



How I met your mother

Talvez se eu disser que é "Friends" atual seja um exagero, mas não posso deixar de notar as semelhanças com os personagens e os tipos de situações cômicas da série. Ao meu ver, o Barney seria um Joey. A Robin seria um Mônica com Rachel, talvez? O Ted seria um Ross. O Marshall seria um Chandler e a Lily uma Phoebe menos excêntrica. Sim? Não? Não importa, são personagens divertidíssimos do mesmo jeito. Um arquiteto, uma professora de jardim, uma jornalista, um advogado e um cara que não revela sua profissão, mas que trabalha numa mega empresa e AMA ternos vão alegrar seus dias.

Melhor episódio: impossível escolher, eu rio em todos... Mas talvez seja aquele da peça que o Barney obriga a Lily a assistir...

Por hoje é só...

Um 2011 MT f*** p/ vcs ;D

Bjsss