http-equiv=’refresh’ content=’0; Boulevard of Ideas: Dezembro 2010

sábado, 25 de dezembro de 2010

Imagens históricas e curiosas

Olá,

como foi o Natal de todos? Eu ganhei presentes que eu adorei e comi p/ caramba xD É por isso que a resolução de 90% das pessoas é sempre se exercitar, p/ tentar queimar em 365 dias o que a gente comeu em 2...

Esse é o último post do ano, e de modo geral eu posso dizer que 2010 foi um ano ótimo cheio de realizações! Espero que o ano de vocês também tenha sido ótimo e que ano que vem seja ainda melhor ;D Afinal temos que aproveitar muito 2011, pois em 2012 já era(mos) xD

Em 2011, já posso adiantar que vocês vão conferir no Boulevard como foi o show dos BSB, Roxette e o segundo dia do Rock in Rio ;D (além de outros shows que vão surgir) Aguardem!

Agora, vamos ao post!

Embora facebook seja a mais "nova" febre (ou seja, estão todos migrando do orkut p/ FB), eu ainda consigo achar tópicos bem interessantes na velha rede social, como uma de fotos históricas onde cada um postava uma foto e a história por trás delas na comunidade do McFly!Achei muita foto histórica nesse site também ;D Selecionei algumas, mas o crédito é todo das pessoas que postaram na comunidade. Como eu achei mt interessante, quis compartilhar com vcs ;D



Muito se fala em "mãe adolescente", mas em "mãe criança", acho que essa é a primeira vez... Lina Medina é uma peruana que teve um filho aos cinco anos de idade, sete meses e 21 dias, tendo engravidado por volta de seus quatro anos e oito meses. É a mãe mais jovem já confirmada na história da medicina. Além do feito, a menina ficou conhecida por também nunca revelar o nome do pai da criança e também por passar sua vida em pobreza, sem qualquer assistência do governo peruano. Casou-se em 1972 e chegou a ter outro filho aos 38 anos de idade. Hoje vive em um bairro pobre em Lima. Era uma dentre nove filhos.

O mistério da história não se trata na precocidade de Lina, já que isso pode ser explicado como desequilíbrio hormonal, mas sim quem seria o pai da criança, pois a peruana nunca revelou o segredo e se nega a falar do assunto até hoje, chegando a recusar uma entrevista com a Reuters em 2002. Seu pai chegou a ser preso após o nascimento do filho, acusado de incesto, mas foi libertado após alguns dias por ausência de provas para incriminá-lo. As suspeitas recaíram então em um irmão de Lina que era deficiente mental.



Grande surpresa eu ter escolhido essa foto, né? Mas bem, essa foto foi tirada algumas horas antes do homem que está recebendo seu álbum autografado resolver matar o Lennon. (O Mark Chapman tá me lembrando muito o Elton John nessa foto xD)



Em 28 de julho de 1938, no município de Poço Redondo, Sergipe, na fazenda Angico, Lampião foi morto por um grupamento da polícia militar alagoana chefiado pelo tenente João Bezerra, juntamente com dez de seus cangaceiros, entre os quais se encontrava sua companheira, Maria Bonita. Foram todos decapitados e suas cabeças,levadas como comprovante de suas mortes, foram expostas nas escadarias da igreja matriz de Santana do Ipanema. De lá foram conduzidas a Maceió e depois para Salvador. Foram mantidas, até a década de 1970, como "objetos de pesquisa científica" no Instituto Médico Legal de Salvador (Instituto Nina Rodrigues).



Ok, essa não é de nenhum fato histórico, mas eu achei legal ver uma foto do elenco de Chaves reunido, já que o seriado foi/é um clássico da infância de todo mundo.



Papa Pio XXII confraternizando-se com Hitler. Sem comentários.



Em 1950, um exemplo de segregação racial na Carolina do Norte (EUA).



Soldado israelense fazendo patrulha em Hebrom, na Cisjordânia. Infelizmente, esse é o mundo em que vivemos.



Adolescente americana durante manifestação contra a guerra, em 1967. Saudades da época em que as pessoas não eram tão passivas e iam p/s ruas protestar.. (É, sinto saudades de um tempo que eu não vivi xD)



Bilhete escrito por Getúlio Vargas dirigido ao seu ministério às vésperas de seu suicídio, em 23 de agosto de 1954. No bilhete lê-se:

"Já que o Ministério não chegou a uma conclusão, eu vou decidir. Determino que os militares mantenham a ordem pública. Se a ordem for mantida, entrarei com um pedido de licença. Em caso contrário, os revoltosos encontrarão aqui o meu cadáver".



Em 2007, Dede, da Indonésia, teve quase seis quilos de verrugas removidas e hoje necessita novamente de cirurgia para poder utilizar novamente as próprias mãos.
uma doença rara, conhecido como "homem-árvore".



Foto do vídeo feito em 1967 em uma floresta nos EUA do que seria a prova da existência do Pé Grande, até hoje especialistas nunca conseguiram provar se é falso. (O Pé Grande p/s americanos é como se fosse o ET Bilú ou chupa-cabra p/ gente hahaha xD)




Li Ching-Yun teve 23 esposas, 180 descendentes e morreu com a incrível idade de 256 anos. Sabemos que ele nasceu na província de Sichuan na China, onde também morreu.Por sua própria admissão, ele nasceu em 1736 e viveu 197 anos. No entanto, em 1930, um professor e reitor da Universidade de Minkuo chamado de Wu Chung-chien, encontrou registros que “provam” que Li nasceu em 1677. Documentos revelaram que o Governo Imperial Chinês felicitou-o pela seus aniversários 150 e 200.

Depois fazem piadinha com a idade da Hebe...



Auto-explicativa essa foto. Dizem que Adolfinho não era muito chegado... Deve ser por isso que ele está com os olhos vendados xD




"O viajante do tempo". Essa uma fotografia foi tirada na reabertura da ponte Fork South Bridge, após inundação em novembro de 1940, no Canadá. A polêmica se deu por causa do homem em destaque na foto, que usa roupas que teoricamente não existiam na época e uma câmera com teleobjetiva que também não existia nos anos 1940.

A fotografia é autêntica e não sofreu manipulações, como sugere a Error Level Analysis, que analisa imagens para processos judiciais. No entanto, especialistas já desvendaram o mistério: ainda que incomuns, essas vestimentas já existiam 70 anos atrás. Leia mais sobre esse fato aqui ;D

Bom, espero que tenham gostado!

Hasta 2011 ;D

Bjssss

domingo, 19 de dezembro de 2010

Coisas do Brasil



Olá,

primeiramente gostaria de desejar um ótimo aniversário para a Nathália Pandeló que hoje faz 23 anos. Muitas felicidades e todos aqueles clichês que a gente tem direito no aniversário ;D Parabééééns!

Assim que eu acordei eu recebi uma notícia ruim, um colega de infância que estudou comigo durante uns 9 anos morreu num acidente horrível de moto. Desde que eu saí do colégio eu nunca mais o vi ou tinha escutado notícias dele, até hoje. Sempre que algúem jovem morre a gente automaticamente pensa, "20 anos... Uma vida inteira pela frente" e surgem indagações e reflexões como realmente hoje pode ser nosso último dia aqui e coisas do tipo. É como fala no livro que eu estou lendo, "O corpo humano tem cerca de 3 trilhões de células, e nenhuma delas está geneticamente programada para a solidão da inexistência, preparada para morrer" e é a mais pura verdade. Por mais que saibamos que a morte é a única certeza que temos, nunca estamos preparadas para ela, ou melhor, para lidar com a morte dos outros. Bem, por mais que eu saiba que as pessoas que estejam sofrendo essa perda não vão ler esse blog, não é por isso que eu vou deixar de pedir para que tenham força para superar os dias obscuros que estão por vir e mais força ainda para aceitar e tentar seguir em frente. Ninguém sabe o porquê e na hora da dor também não interessa, mas infelizmente a hora dele chegou e cabe a nós orar por sua alma e sua família.

Descanse em paz, Luiz Octávio!

*****************************

Bom, há um tempo eu recebi um e-mail com fotos interessantes de todo país e vou compartilhar com vocês. Para aumentar, basta clicar nas fotos.



-> Eça coisa eu num ia querer nem de gracia (Lula que escreveu o anúncio?)




-> auto-explicativo



-> Na frente da casa é sacanagem.. Nos fundos é mais discreto...



-> Um papinho com Drummond, acho digno xD




-> O bar do Jão não faz fiado, não? Como que o coitado vai fazer para arrumar 2 reais em 2 meses? Aliás, R$ 2,80



-> Devia ser uma pessoa muuuuuuuuito querida...



-> Procuro quem possa doar um New Beetle... Não custa tentar, né?



-> Bulância do Pital (ok, péssima essa...)



-> O colega não se contenta em catar só o ovo.. Tsk tsk tsk



-> Não quero rejuvelhecer e ficar igual a Ana Maria Braga não..



-> HÁÁÁÁ, YEAH YEAH..



-> Lã Rause? HUIAHUIAHAUIAHAUIAHUAIHAUIAHAUIHAUIAH



-> E eu que reclamava que o dia tinha que ter mais de 24h, agora tem!



-> Esse anúncio não me deixou mais aliviada em relação às verduras.. Pelo contrário!



-> Deve ser uma raça rara.. Não conheço!



-> Simples, direto e esclarecedor.



-> Gostei do design irônico ;D



-> Ai que meda!



-> O homem-aranha e Neo (Matrix) não tomam jeito...

E p/ finalizar e descontrair, uma piadinhas natalina (só p/ ter alguma coisa referente ao Natal nesse post)

Final de ano, Joãozinho resolve escrever uma carta para o Papai Noel:
- Querido Papai Noel, fui um bom menino durante todo o ano.
Gostaria de ganhar uma bicicleta.
O menino olha para o texto e, insatisfeito, amassa a folha e escreve
novamente:
- Papai Noel, fui um bom menino durante a última semana. Por favor,
mande-me uma bicicleta.
Novamente Joãozinho não se satisfaz. Pensa um pouco, vai até o
presépio, pega o Menino Jesus, tranca-o em uma gaveta e volta a
escrever:
- Virgem Maria, seqüestrei seu filho. Se quiser vê-lo novamente,
mande-me uma bicicleta.

Feliz Natal para todos vocês ;D

Bjinhos

domingo, 12 de dezembro de 2010

Ode a Lennon



Olá,

Eu queria ter feito esse post no dia 8, mas como eu estava meio atolada não deu, então vai hoje mesmo. É um pequeno texto sobre como eu me sinto em relação a Lennon e seu legado. Não sou nenhuma entendida em música, embora seja algo que eu ame. Então o que vem a seguir são apenas impressões que eu tenho de suas músicas.


Ode a Lennon


Eu nem era nascida em 8 de dezembro de 1980, mas definitivamente essa data é marcante para todos os fãs de boa música. Há 30 anos Mark Chapman dava cinco tiros em John Lennon e além de tirar a vida de um ícone, deixava uma legião de fãs inconsoláveis.

O cara que mais lutou pela paz, chegando a pregar o fim da Guerra do Vietnã com o movimento “bed-in” ao ficar 7 dias na cama com Yoko, era o mesmo que batia em sua ex-mulher e debochava de deficientes. John era uma figura no mínimo, controversa que além de rebelde, agressivo, extremamente ciumento e cheio de defeitos como todo ser humano, era um gênio que influenciou outros gênios. Isso é incontestável.

Ninguém conseguiu ser tão brilhante, nostálgico e romântico como ele em “In my life”.
Ninguém conseguiu fazer uma música simples com melodia alegre que mostrasse o desespero como ele fez em “Help!”.
Ninguém conseguiu criticar as guerras e ao mesmo tempo ser tão direto sem cair nos clichês como ele fez em “Revolution”.
Ninguém conseguir ser tão polêmico ao fazer uma música inocente inspirada num desenho de seu filho como ele fez em “Lucy in the sky with diamonds”.
Ninguém conseguiu ser tão sutil, poético e carente (?) como ele em “Stand by me”.
Ninguém conseguiu cantar o ciúme e o medo do abandono como ele o fez em “Jealous Guy”.
Ninguém conseguiu pregar a paz e o amor como ele fez em “Mind Games”, “Give peace a chance” e no hino, “Imagine”.
Ninguém conseguiu transmitir a rejeição de modo tão comovente como ele o fez em “Mother”.
Enfim, ninguém conseguiu ser como Lennon (por mais que tentassem) e nem vão, porque ele foi, é e sempre será o garoto atormentado de Liverpool que influenciou gerações e continuará o fazendo por anos, anos e mais anos.

Embora ele não seja o meu cantor preferido, ele compôs AS músicas e fundou A banda. Então para esse cara que infelizmente não está mais aqui, mas que deixou um legado como nenhum outro será capaz de deixar um dia, eu só gostaria de dizer uma palavra: Obrigada!



Por hj é só,

Bjs

sábado, 4 de dezembro de 2010

A história por trás de algumas músicas



Olá,

sabe aquela música que você ouve umas 5 vezes por dia e não enjoa? Então, tem algumas músicas que causam esse efeito em mim, então eu resolvi pesquisar a origem delas p/ saber o que levou os artistas a compor estas músicas tão maravilhosas.

Always – Bon Jovi

Essa música foi escrita p/ filme “Romeo is bleeding”, mas como os membros da banda não gostaram do filme, eles não a entregaram para os produtores e a deixaram de lado, até que um amigo a achou e convenceu Jon a lançá-la como single do álbum “Cross Road” e deu certo. Foi o single mais vendido da banda com 1.5 milhão de singles vendidos nos EUA e 3 milhões no resto do mundo.

-> Quem achava que o Jon tinha feito essa música para algum amor do passado ou para a própria mulher deve ter se decepcionado, né?

A day in the life – The Beatles

Essa música é considerada por muitos a melhor música da banda e eu concordo. Ela é simplesmente FANTÁSTICA. Segundo Lennon, os primeiros versos foram inspirados na morte de Tara Browne, herdeira da Guiness e uma amiga próxima deles que morreu num acidente de carro.

Já parte de McCartney seria sobre um trabalhador que viaja a trabalho todo dia cuja rotina matutina o impulsiona a um sonho. Esse trecho seria uma recordação melancólica de sua juventude quando ele pegava o ônibus para ir a escola, fumava e ia p/ aula.

Já o último trecho foi inspirado num artigo do Daily Mail que falava sobre uma grande quantidade de buracos em Blackburn.

-> O que eu amo nessa música é como eles pegaram fatos do cotidiano e uma rotina de uma pessoa normal e transformaram numa obra-prima.

Wind of change – Scorpions

Obviamente a música fala sobre mudança. Eles se inspiraram numa visita a Moscou em 1989 e o início da música é uma referência à pontos da cidade. A letra é uma celebração às mudanças políticas na Europa Oriental como a queda do Muro de Berlim, a queda da União Soviética e o fim da Guerra Fria.

Where the streets have no name – U2

A letra foi inspirada nas histórias que Bono ouviu sobre as ruas de Belfast onde a religião e a renda de cada pessoa é evidente nas ruas em que vivem. “Isso significou alguma coisa p/ mim, então eu comecei a escrever sobre um lugar onde as ruas não tem nome”, disse Bono e segundo ele, a música é sobre “Transcendência, engrandecimento, como você quiser nomear”. “Eu só estava tentando fazer um rascunho de um lugar, talvez um local espiritual, talvez um local romântico. Eu estava tentando rascunhar um lugar”.

Back in Black – AC/DC

Essa música é dedicada à própria banda. Após a morte de Bon Scott, muito falou-se sobre o fim do grupo, algo que foi considerado pelos próprios membros. Entretanto, quando Brian Johnson foi integrado para o lugar de Bon, eles compuseram essa melodia para simbolizar a volta por cima.

Let it be – The Beatles

A frase “Let it be” (vai dar tudo certo) foi dita para Paul por sua mãe, que já tinha morrido, durante um sonho que o músico teve. Quando acordou, ele resolveu escrever uma música com essa frase. E a “mother Mary” da música é o nome da mãe dele que se chamava Mary e não a mãe de Jesus, como muitos podem pensar. Mas o genial dessa música é que dá margem a ambas interpretações.

Love of my life – Queen

Embora eu não saiba do processo criativo da música, tem uma história bem bonita sobre ela. A música foi requerida para ser tocada pelo primeiro astronauta israelense Ilan Ramon. Depois de tocada, ele disse a seguinte mensagem a sua esposa "Um especial bom dia a minha esposa, Rona, o amor da minha vida (Love of my life)." A música foi tocada enquanto ele estava no espaço. Ramon estava na espaçonave Columbia e acabou falecendo durante a reentrada da espaçonave na atmosfera terrestre em 2003. A espaçonave se desintegrou na ocasião.


Time – Pink Floyd


A música é um “memento mori” (que significa “relembre de sua mortalidade”) que descreve esse fenômeno no qual o tempo parece passar mais rápido conforme envelhecemos, deixando-nos desesperados quando mais velhos por causa das oportunidades perdidas no passado.

Even flow – Pearl Jam

A música descreve a experiência de ser um sem-teto. O sujeito dorme num “travesseiro feito de concreto” e mendiga. Além disso, ele é analfabeto e provavelmente doente, pois ele parece insano quando ri e se esforça para manter pensamentos coerentes ("Even flow, thoughts arrive like butterflies/Oh, he don't know, so he chases them away").

Basket Case – Green Day


A música foi escrita pelo Billie e fale sobre sua luta contra a ansiedade, antes de ser diagnosticado com a síndrome do pânico, ele achava que estava ficando louco. Billie disse que o único jeito que encontrou para lidar com isso foi compondo.

É isso, espero que gostem ;D

Bom domingo!

Bjs